Atenção leitores

ESTAMOS TRABALHANDO PARA MELHORAR O BLOG - Algumas janelas ainda não estão prontas - Desculpe o transtorno,
Não trabalhamos com venda de plantas e não enviamos sementes.

FEEDBACK - Agradecemos o recebimento de quem tem informações adicionais sobre as plantas postadas neste blog, especialmente se não concordarem com o que temos escrito ou se têm dicas culturais adicionais, pois isso certamente ajudaria a todos.

COMENTÁRIOS - Tentamos responder os comentários na medida do possível, infelizmente não estamos conseguindo atender a todos. Os comentários passam por moderação e não são publicados de imediato, não serão aceitos comerciais.

PAPO-DE-PERU - ( Aristolochia gigantea )

08:14 0 Comments A+ a-


Trepadeira exótica.
PAPO-DE-PERU - ( Aristolochia gigantea )
NOME CIENTÍFICO: Aristolochia gigantea.

NOME POPULAR
: Papo-de-peru, papo-de-peru-grande, papo-de-peru-babada, cipó-mil-homens, mil-homens, jarrinha, aristolóquia.

SINONÍMIA: Aristolochia sylvicola.


FAMÍLIA: Aristolochiaceae.

CICLO DE VIDA: Perene.

ORIGEM: América do Sul - Brasil.

PORTE: Até 7 metros.

FOLHAS: Também bastante ornamental, de coloração verde, em forma de coração,  disposição alternada, tem nervuras bem definidas,

FLORES: São enormes, solitárias, pendentes, de coloração vermelho-escura a amarronzada. A parte interna tem coloração branco-esverdeado como um “papo”, daí seu nome popular. As flores exalam um odor fétido, o que atrai as moscas, que realizam sua polinização, mas o cheiro não é muito forte o que não atrapalha sua utilização.
PAPO-DE-PERU - ( Aristolochia gigantea ) - Detalhe da flor e caule
CAULE: Lenhoso e ramificado, com casca espessa.

LUMINOSIDADE: Meia-sombra, a planta precisa de muita luz, mas nas épocas mais quentes do ano não suporta luz direta do sol entre 10h00 e 17h00.

ÁGUA: Regar de 2 a 3 vezes por semana durante os meses mais quentes e 1 vez por semana no inverno.

CLIMA: Tropical, não tolera clima muito frio e geadas.

PODA: Pode ser realizada para estimular o surgimento de novos ramos, de preferência deve ser feita no inverno.

CULTIVO: Aprecia solos arenosos, férteis, enriquecido com bastante matéria orgânica, e que tenha boa drenagem. É uma planta razoavelmente rústica, não exigindo grandes cuidados.

FERTILIZAÇÃO: Aprecia adubações mensais durante a primavera e verão.

UTILIZAÇÃO: Em caramanchão, cerca, treliças, arco, etc. Pode ser também cultivada em vasos desde que seja colocado suporte.

Atenção: Planta tóxica, cuidados especiais com crianças pequenas e animais de estimação.

PROPAGAÇÃO: Por estaquia e também por sementes na primavera.


FOTOS DESTA POSTAGEM: Fotografei em Águas de Lindóia - SP.